Translate

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Cabernet Sauvignon, Carmenère & Malbec .




Estudando um pouco sobre essas uvas, resolvi publicar  a resenha, aqui vai!


Cabernet Sauvignon


Resultou do cruzamento do Cabernet Franc com a Sauvignon Blanc. É a casta mais conhecida em todo o mundo e responsável por alguns dos melhores rótulos de vinho. Aparece em grandes vinhos como Latour, Mouton-Rothshild, Lafite, Latour, Margoux, entre outros. Um bom Cabernet Sauvignon deve ter uma safra acima de 4 anos, pois precisa de um tempo de amadurecimento no produtor, a fim de regular os taninos agressivos e dar corpo ao vinho. Emergem os aromas de ameixas pretas, tabaco, cacau e baunilha. Enriquece muito quando misturada à Merlot, Cabernet Franc, Shiraz, Petit Verdot ou Malbec. Na Austrália geralmente é mesclado ao Shiraz. É produzida também para os melhores tintos do Brasil e do Chile.

Países: França (Bordeaux), Estados Unidos (Califórnia), Chile, Argentina, Austrália, África do Sul, Itália e Brasil

Tipos de comidas com que combina: carnes vermelhas, strogonoff, soufflés de queijo e puré de batata.

Carmenère


Trata-se de uma uva chilena mas originária de Bordeaux na França. Porém, atualmente é produzida na Califórnia e na Argentina. Um vinho que contenha este tipo de uva deverá ter um período de espera de cerca de 3 anos antes do consumo para diminuir a agressividade dos taninos e a acidez.

País: Chile

Tipos de comidas com que combina: carnes vermelhas, feijoada e assados; não deve acompanhar pratos com molho de tomate, saladas ou pratos leves.

Malbec


Embora seja originária de Bordeaux, onde é usada somente misturada a outras castas, é atualmente produzida também na Argentina. São necessários pelo menos 3 anos de espera para conseguir um vinho equilibrado em álcool, acidez e taninos.

Países: França, Argentina e Chile

Tipos de comidas com que combina: carnes vermelhas, churrasco e queijos fortes; não combina de todo com saladas, enchidos, queijo gorgonzola, nem molhos à base de tomates.


Viva o Vinho!