Translate

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Cultura: CARVALHO & Suas Reservas Aromáticas .


Carvalho Aromático



O carvalho americano tende para uma forte expressão de "baunilha" no olfato e pouca
adstringência na boca. O carvalho dos países da Europa do Leste é muito comparável ao carvalho francês. O carvalho português apresenta-se como bastante forte tanto no olfato quanto na boca, com algumas indicações para a possibilidade de um refinamento sensorial pelo processo chamado de imersão.

Uma barrica nova marca profundamente o vinho.
No decorrer da sua utilização, a madeira empobrece em aroma e tanino.
Admitindo um estágio médio de nove meses, o impacto da madeira sobre o vinho reduz-se por metade em cada utilização. A seguir à terceira utilização, as reservas aromáticas da madeira encontram-se largamente esgotadas. Nesta fase, o comportamento da barrica passa a assemelhar-se ao de um vasilhame em madeira tradicional, proporcionando apenas oxigênio favorável ao envelhecimento de certos vinhos tintos e generosos. É prática frequente lotear vinhos de barricas de 1a, 2a e 3a utilização, substituíndo anualmente um terço das barricas usadas por novas.
A avaliação da qualidade sensorial de barricas de certa origem ou tanoaria exige que os parâmetros enológicos - vinho e o seu potencial de oxidação-redução - sejam rigorosamente iguais em todas as barricas .

Próximo Post: influência do Oxigênio .



Touché!