Translate

domingo, 28 de novembro de 2010

Diversidade em um só território!

Brasil é, atualmente, o 16º produtor mundial de vinho e o 5º maior consumidor do planeta.
Confira, ao lado, os quatro estados brasileiros produtores de vinhos finos e suas respectivas regiões: Pernambuco e Bahia




Viticultura de Clima Temperado
É uma viticultura tradicional, concentrada nos Estados do Sul e do Sudeste, representando cerca de 88% da área de vinhedos e mais de 98% da uva utilizada para processamento (vinhos, sucos e outros derivados) do país. Vários são os sistemas de manejo utilizados, dependendo da região e do tipo de produto objeto da produção. Em sua maioria são usadas cultivares e porta-enxertos convencionais, oriundos de outros países. Entretanto, algumas novas cultivares, criadas no Brasil, estão em fase de franca expansão comercial.




Campanha e Serra do Sudeste do Rio Grande do Sul
Localizada na "Metade Sul do Estado", é uma região de campo, com topografia ondulada, apta à mecanização, cuja situação geográfica está entre 29º45'23"S/57º05'37"W (município de Uruguaiana) e 31º33'45"S/53º26'15"W município de Pinheiro Machado), com altitude variando entre 75m e 420m. A temperatura média na região varia entre 17,6ºC e 20,2ºC, a precipitação pluviométrica média varia entre 1.367mm e 1.444mm, e a umidade relativa do ar, em média, situa-se entre 71% e 76%. Esta diversidade ambiental oportuniza a produção de uvas que originam vinhos com diferentes características de tipicidade dentro da própria região, de acordo com as condições climáticas específicas de cada zona de produção. A região da Campanha, atualmente com aproximadamente 1.500 ha consolidou-se como produtora de vinhos finos na década de 1980 a partir de um Projeto implantada por uma empresa multinacional no município de Santana do Livramento, na fronteira com o Uruguai. Já na Serra do Sudeste, a vitivinicultura veio a ganhar importância econômica mais recentemente a partir de investimentos efetuados por vinícolas localizadas na Serra Gaúcha. Em ambos os pólos produtores são cultivadas exclusivamente castas de Vitis vinifera, com predominância das uvas tintas Cabernet Sauvignon, Merlot, Tannat, Cabernet Franc, Pinot Noir; Touriga Nacional, Tempranillo e entre as uvas brancas destacam-se Chardonnay, Sauvignon Blanc, Pinot Griogio e Ugni Blan (Trebbiano). A produtividade dos vinhedos na região situa-se entre 8 e 12 t/ha, dependendo da cultivar e das condições climáticas da safra.
As uvas produzidas originam principalmente vinhos tranquilos, embora venha crescendo em importância a produção de uvas, das castas Chardonnay e Pinot Noir, para a elaboração de espumantes.