Translate

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

CRÔNICAS GASTRÔ: Todos Amam Pizza! Mas pizza de VERDADE?






Uma boa pizza é bem outra coisa, e exige um mínimo de refinamento  culinário. Uma pizza de qualidade pouco tem a ver com essa profusão de  coberturas mirabolantes, sempre excessivas e gordurosas. Quantidade não  importa quando o assunto é qualidade, muito pelo contrário, menos pode  significar mais. Praticar o minimalismo usando ingredientes nobres  sempre foi prova de bom-gosto culinário: esta fórmula não falha.


Uma  boa pizza não terá jamais sua borda jogada fora. Seria vandalismo. Uma  boa pizza clássica leva um toque de mozzarella de búfala, é leve, e sua  cobertura é tão rasa que não chega a cobrir a massa. A cobertura é o  sabor, e não a matéria de base. É a roupa, mas não o corpo. A massa é  fina e crocante, mas o que conta é a qualidade dos ingredientes: tomates  maduros (e não verdes com gosto a casca de melancia), mozzarela de  verdade, um bom azeite de oliva, algumas folhas de basílico e zap! Eis  uma pizza de  qualidade!

Nossa pizza é sinônimo de comida pesada, tal é o  empilhamento exagerado de queijo lanche gorduroso, linguiça e presunto  baratos. Os rodízios de pizza, além de denunciarem um comportamento  alimentar errado, são um desperdício de comida e uma fábrica de obesos e  cardiopatas. Prova deste mau comportamento incentivado pelos rodízios  são os clientes pouco educados que costumam devorar rapidamente o centro  das pizzas e jogar fora as bordas, de forma a guardar espaço para  seguir se empanturrando. Os custos deste desperdício são repasados para  os preços e todos pagam, lógico. Mas pior que isto é a qualidade  preterida pela quantidade: jamais teremos ingredientes nobres num tal  sistema.




Se nossos  donos de pizzarias viajassem para a Itália mais seguido, investindo  parte de seus lucros para melhorar suas pizzas. Recursos para tanto não  faltam, pois que as pizzarias de toda São Paulo, por exemplo, estão  sempre lotadas! Façam pizza boa ou ruim, tenham alguma tradição ou  tenham aberto as portas ontem, as pessoas lotam esses lugares sem  qualquer preocupação com qualidade - contanto que possam comer bastante.  Graças a esta apatia do público os comerciantes relaxam, e a maior  parte da população desconhece o que seja uma boa pizza!



Touché!