Translate

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Vale do Sub-médio São Francisco


Está situado no trópico semi-árido brasileiro, em latitude 9ºS, longitude 40ºW e altitude ao redor de 350 m. Apresenta indicadores climáticos médios de 500 mm de precipitação, concentrada entre dezembro e março, temperatura de 26ºC e 50% de umidade relativa do ar. É a principal região vitivinícola tropical brasileira, com cerca de 10.500 hectares de vinhedos, distribuídos nos Estados de Pernambuco e Bahia. A estrutura produtiva da região compõe-se de pequenos produtores, vinculados aos projetos de colonização e associados em cooperativas, e de médios e grandes produtores que atuam em escala empresarial. Cerca de 95% da área plantada com vinhedos é para a produção de uvas de mesa objetivando, principalmente, a exportação. A uva "Itália", embora ainda cultivada em grande escala, principalmente pelos pequenos produtores, vem cedendo espaço para as uvas sem sementes, mais valorizadas no mercado internacional. Entre as uvas sem sementes destacam-se pela área de cultivo as cultivares Festival (Sugraone ou Superior), Thompson Seedless e Crimson Seedless, todas de plantio recente, e responsáveis pelo aumento das exportações brasileiras nos últimos anos. A viticultura voltada à produção de vinhos concentra-se no cultivo de castas de vitis vinifera, com destaque para as cultivares Syrah, Cabernet Sauvignon e Ruby Cabernet, entre as tintas, e Moscato Canelli e Chenin Blanc, entre as brancas. Atualmente estima-se a existência de uma área de 500 ha de parreirais com estas cultivares que dão origem a aproximadamente, 7 milhões de litros de vinho/ano, sendo 80% vinho tinto e 20% branco. Estudos avançados voltados ao zoneamento vitivinícola da região indicam o potencial de outras cultivares, adaptadas às condições locais e aptas a contribuir para a tipicidade dos produtos vitivinícolas regional.