Translate

domingo, 30 de janeiro de 2011

Biodinâmicos!


Há muita conversa hoje em dia sobre a viticultura orgânica e biodinâmica em várias regiões vinícolas do mundo. Vários produtores do Chile, voltado para a agricultura biológica, enquanto uns poucos e agora estão trabalhando de acordo com práticas biodinâmicas ("um equilíbrio biológico natural" -para saber mais ,acesse: http://www.emiliana.cl/organic-biodynamic/biodynamic-agriculture/ ). Para mim, o maior produtor biodinâmico no Chile é Emiliana, localizado no Valle de Colchagua).

Há todos os tipos de pensamentos sobre vinhos biodinâmicos e como eles diferem de vinhas cultivadas tradicionalmente, os melhores exemplos têm uma delicadeza e comprimento para eles que não se costuma encontrar em "padrão" dos vinhos. Isso é certamente verdade com o Coyam Emiliana da safra 2007. Este é um vinho complexo, mistura de Syrah, Cabernet Sauvignon, Carmenere, Merlot e Petit Verdot, com idade em ambos carvalho francês e americano. Médio completo, o vinho tem cereja preta linda, ameixa preta e aromas da caixa de charuto, uma generosa média do palato e um acabamento muito bem estruturado, com boa acidez e taninos bem equilibrados. Isto é acessível agora, mas deve estar no seu melhor em 5-7 anos; quem recomenda é Lurdes este com medalhões de vitela, porco assado ou pato.

O preço de varejo é de R $ 29, que eu acho que é muito justo, dada a complexidade, estrutura e elegância deste vinho.
Acho que não ''chega ser uma decepção'' rsrs...

Viva o Vinho!

Acesse:

http://www.emiliana.cl/organic-biodynamic/biodynamic-agriculture/