Translate

domingo, 13 de novembro de 2011

Moscato: Opção de Seda


Conhecido por um paladar sedoso, por sabores de pêssego branco, é como abelhas ao mel que os amantes do vinho andam a inundar -se no moscatel .

O crescimento da Moscato é fenomenal.

Dados da AC Nielsen revelaram um aumento de 153,6% em volume em 2010.
A Sutter Home lidera o grupo Moscato nos EUA, espelhando o sucesso selvagem da empresa com a Zinfandel branca nos anos 80.

Diz Wendy Nyberg, diretor sênior de marketing da Sutter Home que "Nos últimos cinco anos, Millennials têm ajudado a desmistificar o vinho. Eles vêem 'doce' como um atributo positivo. "

Outra influência é a cultura pop.
O Hip-hop, e os artistas têm popularizado Moscato em boates. De acordo com que se ve o consumo de muitos hispânicos esta a favor do vinho doce.

A preferencia pelo Moscato é maior para aqueles que rejeitam vinhos mais fortes, embora rotulado como "vinho de sobremesa", Moscato é menos caro e não tão doce como vinhos de sobremesa de colheita tardia .

O Moscato foi o primeiro vinho produzido mais de 50 anos atrás.
A família Trinchero; proprietários da Sutter Home, veio de Asti, no Piemonte, Itália;a origem do Moscato d'Asti, o frisante, ou semisparkling, Moscato.

Nos últimos cinco anos, o Moscato evoluiu para uma bebida amplamente disponível. Como na Califórnia, Arizona e Nevada, o Moscato esta à frente do corredor de vinho.
E tanto as importações ea produção americana de Moscato estão aumentando.
As vendas de Saracco ,produtor italiano estão crescendo.
Inclusive a marca Vodka lançou recentemente um espumante Rosé Moscato da Moldávia, e a FishEye, Moscato da Austrália é amplamente distribuída .
Francis Ford Coppola Winery ,em Sonoma recentemente, lançou seu primeiro Rosso & Bianco Moscato .
Apartir disso ,entao a Sutter Home caiu em sua reputação doce e lançou seu Moscato Bubbly em julho.


Uma opção de seda no corredor do vinho.