Translate

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Da coalhada ao requeijão .

Foto:Wikipedia


A idéia de ordenhar os animais para a obtenção de leite data de cerca de 10.000 anos. O homem antigo vivia nas cavernas, cujo ambiente era quente devido às fogueiras que ali eram acesas. Com o calor, o leite coalhava mais rapidamente, e ao solidificar-se, um líquido escorria e a coalhada ficava mais consistente. Formava-se então uma pasta branca e consistente - o famoso requeijão.

Foto:Wikipedia



A descoberta do coalho, uma enzima digestiva extraída do estômago dos cabritos e terneiros, responsável por uma importante fase na fabricação do queijo, possui várias teorias. Uma delas remete a milhares de anos antes do nascimento de Cristo. Um legendário mercador viajante da Arábia, atravessando uma agreste área montanhosa da Ásia, já cansado e depois de uma áspera subida sob sol forte, fez uma pausa para restaurar suas forças e se alimentar.

Tinha trazido como alimento tâmaras secas e, dentro de um cantil feito de estômago seco de carneiro, certa quantidade de leite de cabra. Mas, quando ele levou aos lábios o cantil para beber o leite, somente um líquido fino e aquoso escorreu do seu interior. Curioso, o lendário viajante, cortou o cantil e viu, para sua surpresa, que o leite tinha se transformado numa coalhada branca, não muito desagradável ao paladar de um homem faminto.
O coalho existente no estômago parcialmente seco do carneiro havia coagulado o leite, e o resultado dessa operação química foi o queijo. O coalho é até hoje um importante ingrediente na fabricação do queijo. A partir de sua descoberta, o queijo desenvolveu-se continuamente, pois era o único meio pelo qual os elementos nutritivos do leite podiam ser preservados.
फोटोNádia Jung
Mesmo que haja várias teorias sobre como surgiu o queijo, não se sabe onde nem quando ele foi criado. Vários documentos fazem referências sobre este alimento desde 8.000 a.C. Muitos citam a Mesopotâmia. Porém definir o local é quase impossível. O queijo pode ter aparecido em diversas partes do mundo simultaneamente, já que diferentes povos domesticavam animais mamíferos.