Translate

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Como o resveratrol, um composto do vinho tinto, age dentro das células.



Que o resveratrol é um composto que pode aumentar a saúde e talvez até mesmo prolongar a vida em vem em forma de comprimido já não é novidade todos já cansaram de ler/saber, mas como ele aje nas células? O resveratrol, composto do vinho,inibe uma proteína conhecida como fosfodiesterase tipo 4 (PDE4), descoberto isso e sabendo que drogas chamadas inibidores de PDE4 estavam sendo testadas para o tratamento de Alzheimer, os pesquisadores deram uma delas, rolipram, para os ratos. Eles descobriram que a droga produzia todos os benefícios de saúde do resveratrol, incluindo prevenção da obesidade e melhor controle sobre os níveis de açúcar no sangue. Em estudos com pessoas, o resveratrol mostrou efeitos antidiabetes. Mas era preciso ingerir cerca de 1.000 garrafas de vinho tinto por dia a fim de ter bons benefícios de saúde. Inibidores de PDE4 poderiam ser uma solução realista para as pessoas obterem os mesmos benefícios. Além disso, eles podem ser menos tóxicos do que o resveratrol em si, porque o composto interage com muitas proteínas dentro das células. O próximo passo da pesquisa é analisar os efeitos do rolipram em pessoas obesas com resistência à insulina. Outro inibidor de PDE4, chamado roflumilaste, já está aprovado como tratamento para pessoas com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). Os efeitos colaterais desta droga incluem náusea, diarreia e tontura, que é um enorme passo na compreensão do que o resveratrol faz, a nível biológico.