Translate

sábado, 28 de julho de 2012

Olhar

O que esta por trás de um bom vinho? Há arte sobretudo de fazê-lo, e também fazer tudo que se faz com arte. A essencialidade da arte é indiscutível. As fotos são arte, e uma arte essencial no mundo da publicidade e todo e qualquer evento menor ou maior que seja, elas precisam acontecer para ''registro'' para a ''revelação'' e para ''memória''.

Arte é isso, e tem sua valorização.

No mundo fotográfico acontece algo que se estende aos autores de vinhos,ou aos produtores de vinhos, porque ambos estão influenciados pela arte e por isso pela critica. Não é fácil. Eu não faço vinhos... ainda. Quem sabe um dia uma experiência? É um desejo... mas fotografo. E imagino como fotógrafa e degustadora, como deve ser também estar na pele do vinhateiro receber as opiniões as críticas, o feedback necessário.




Fico analisando como funciona isso entre nós em nossa sociedade.



Na crítica de fotografia, há duas possibilidades: ou sua opinião representa apenas uma maneira diferente de ver o tema em relação ao que o outro vê, sem que nenhuma das duas seja mais válida que a outra; ou então é uma dica útil que ajudará ao outro corrigir falhas e obter imagens melhores.

Em ambos os casos, honestidade e respeito ao dizer e ouvir são fundamentais.


No entanto a nossa cultura em geral é hostil ao julgamento sincero e direto. O que faz parte de nossos valores coletivos - e não é compartilhado por muitos outros povos do mundo - é fazer-se simpático até o o ponto da bajulação estéril e mentirosa.

O ''comandrio'' é o comportamento padrão nos canais de comunicação sociais. Críticos, mesmo quando inicialmente convidados a falarem, terminarem sendo combatidos.


É problema que cheguem a mim, mais do que nunca amigos leitores e novos, interessados nos formadores de opinião que perguntam até onde vai a veracidade das postagens. Bem eu não respondo porque acho que realmente não preciso, é bom contar com a intuição nesse caso, e como disse anteriormente com a independência total no que se refere ''ao gosto'' . Afinal praticar a arte da crítica é delicado e tão essencial a quem necessita realmente dela, principalmente para melhorar.