Translate

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Tipicidades, explicando ...





Um vinho geralmente ''tem'' ou ''não tem'' tipicidade em seus aromas. Mas uma ''certa tipicidade'' corresponde ao quesito quando as características da variedade forem parciais.

Tipicidade se refere a uva, se assemblage, então estão inseridos aí aromas mais complexos, ou à qualidades distintivas do vinho como por exemplo, branco, tinto ou rosado .
A tipicidade se refere também ao determinada região como Jerez, da Espanha; o Chianti , o Brunello , o Tannat do Uruguay; o Toakay da Hungria , Bordeaux, Chablis, Champagne, da França.
Ainda pode se referir ao estabelecimento do produtor. Por exemplo, os franceses Château Margaux, Haut-Brion, o português Barca Velha, o italiano Biondi Santi.
Também pode se relacionar com seu estágio de maturação: Um tipico vinho novo , (Bejaulais, Côtes-Du- Rhône) , jovem (Brasil), vinho maduro,''envelhecido'' ou de guarda (Borbougne, Bordeaux) .

Tipicidade não pode ser classificada como característica aromática, justo pela razão complexa deve ser considerada como composta e final.


Viva o Vinho!