Translate

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

La Bella Toscana

                                                            Paisagem em Toscana


                        Italiano, italianos, Italia! Ah...não tem jeito, vivemos sua cultura aqui, ali onde estivermos, é intríseca cultura e por que não acompanhar melhor o que rege o paladar, os ouvidos, os pensamentos ?

                 Estou bem apaixonadinha, confesso, mas nada complicado como diz Tati Filipini:
  ``nada como a balança para equilibrar o amor à paixão reacendida! ``

                 Vou nessa e começo a falar da Italia recentemente revisitada, vou contar que não foi fácil desgrudar da lambreta, e não troquei fácil essa pela ''Julieta'' ( Nikon atual equipo );  minha primeira paixão, já que falando nelas, fica ''puxado'' para ordenar mas acho que não tem disputa pois as duas estão em posições iguais, só dependendo do ''mio'' humor diário ...

 Comer, é necessário, mas viajando, trabalhando, se torna trabalhoso?  Acho ... que não!  Não tenho muita certeza ainda porque não consigo organizar tanta informação!

Enfim, para começar posso começar pelo tema do dia a dia que compõe melhor a descrição dessa Itália que me deixa ENAMORADA .




                       Terra privilegiada, rica e que oferece um cenário de alimentos genuínos e é o caso do presunto de Parma, o copa ( do músculo do pescoço do porco e é produzido por toda a Itália. A cidade de Parma fabrica copas especiais, temperados com sal, alho e vinho branco), o queijo parmesão, a mortadela fresca e o vinagre balsâmico, considerado o mais nobre do mundo!







                        O verdadeiro parmigiano, produzido em Parma (Itália), tem sabor único. É feito em tambores que parecem pequenos barris de cerveja, tem casca marrom brilhante e o nome do queijo impresso em todo o seu redor. O interior é amarelo palha, de textura granulada e delicada, que vai endurecendo conforme envelhece. Essa textura dificulta um corte regular, por isso, uma mini faca é usada para “despedaçá-lo”.

 O sabor caracteriza-se pelas frutas e por um travo salgado.



 Veja algumas classificações do queijo que vêm na embalagem:

 Giovane - jovem (mais de 14 meses).
 Vecchio - velho (mais de 18 meses ou 2 anos). 
Stravecchio - maturado (mais de 2 ou 3 anos).
 Stravecchione - extramaturado (mais de três ou quatro anos).
 Ao comprar um Vero Reggiano, verifique se o queijo traz o seu nome perfurado na casca.


( Meu sotaque melhorava segundo OFELIA DE LANNA SETTE TORRES conforme eu absorvida pelos sentidos que engolidos pela entrega aos vinhos e comida )





Sangiovese!

 A única uva que entra na produção do Brunello de Montalcino, além de ser a BASE na composição com outras uvas (em geral a Canaiolo e a Mamolo), dos Chianti, Vino Nobile di Montepulciano é a Sangiovese! Produz os melhores secos e levemente picantes. É cultivada em quase toda região central da Itália, mas é na Toscana sua fortaleza! A Toscana vale mil visitas, o que tem oferecer é tão rico.


         Minhas interações no final do dia foram, que eu não tenho material genético italiano em minhas veias ( a nao ser gaúcho -Pais-  e descendência germânica e uruguaia) porém  estou de pleno acordo com as amizades de lá:  eu ''herdei'' um gosto inexplicável, pois dancei direitinho ao redor de uma mesa italiana!



               Finalizo com as fotos e volto na próxima publicação ``esmiuçando`` mais sobre essa viajem, por enquanto muito trabalho a fazer e então até mais!








 Risoto Parma!




Fotografia Nádia Jung








Mina é a maior cantora da música italiana:











Viva o Vinho!