Translate

domingo, 9 de dezembro de 2012

Bíblia Chilena! ¡Descorchemos y compartamos!





                  Pescando uma dica aqui e ali, eis que ``Wilton Jaime Conde Bello``
  (Importadora DOMINIO CASSIS) este sempre gentil uruguaio me antecipa  ``es la Bíblia chilena de los vinos`` ! Eu já estava atenta ao que tinha a mesa além dos vinhos da importadora, quando então me apresentou assim   `` este melhor guia de vinhos chilenos, uma bíblia chilena ...   se queres entender de vinhos chilenos esta aqui  `` -  e RIMOS!   Esta claro que é agora,  se o Sr. Jaime falou esta falado.

 Bem, nada melhor que ler do próprio autor sobre este ``guia`` nessa `parceria de conteúdo` com PRAZERES DA MESA ,  como costumo dizer.

 Patricio Tapia é autor do Guia Descorchados, principal publicação sobre vinhos do Chile.








POR PATRICIO TAPIA (*)

 Para ser sincero, isso não soa nada bem. Uma simples e até um pouco banal autopromoção de Descorchados, o guia de vinhos que venho fazendo no Chile há dez anos e que, em 2008, é publicado pela primeira vez no Brasil. Mas, enfim, não há ninguém com mais autoridade do que eu para falar desse livro que, não por acaso, tem estado presente em minha vida uma vez por ano na última década. Então, se o permitirem, minha coluna hoje trata desse livro e de sua primeira aventura em território brasileiro.

 Antes de tudo, a base teórica. Descorchados, desde sua primeira edição em 1999, teve como principal objetivo ser um guia simples e prático sobre vinhos chilenos, além de apresentar a visão pessoal de um jornalista de vinhos, ou seja, apenas subjetivamente, o que acredito serem bons vinhos. Podem concordar ou não. Por sinal, a idéia também era (e é) fazer um guia independente, que não tivesse pressão de adegas e cujas degustações fossem feitas completamente às cegas, o que ainda não acontece.

Já falei disso outras vezes: é bom degustar às cegas, assim aprendemos, educamos o paladar, mas também é infinitamente mais divertido do que fazê-lo vendo as etiquetas. Não há surpresa, se sabemos o que estamos provando. Simples assim. Com altos e baixos, Descorchados foi construindo um nome no âmbito sul-americano e acredito que seja merecido, porque ainda é um guia fiel a seu espírito e que, da mesma forma, alcançou um público que o segue. Mas tudo deve ter uma evolução. E Descorchados, pela primeira vez em sua história, dá um grande salto para o mercado brasileiro. A principal mudança desta edição brasileira é que os vinhos degustados são tanto do Chile quanto da Argentina.

 Mais (...)



http://prazeresdamesa.uol.com.br/exibirMateria/33/descorchados-chega-ao-brasil




 E nada como além de vinho e livros, tão ``buenos`` uma daquelas músicas que nos aquecem a alma, e que o amigo Jaime* gosta muito.

 ¡Descorchemos y compartamos!



 




Viva o Vinho!