Translate

sábado, 26 de janeiro de 2013

E o que o NARIZ TEM A DIZER?

   






    Alberto Giacometti é o escultor (ganhou exposição no MAM-Rio) e para ilustrar a postagem faço uso  da imagem ``O Nariz`` ( de bronze).






   ``O que o vinho tem a dizer?``  `` Ele esta defeituoso?``   Só no nariz podemos perceber camadas de compostos aromáticos, complicados de classificar.

AROMA LIMPO é o que ele deve ter apesar de outros cheiros, se direcionar para papelão úmido, ovo, vinagre ou mofo esta DETERIORADO.  Eu nunca havia sido surpreendida com o  ``azar`` de comprar ou abrir uma garrafa nesse estágio, mas para minha experiência eu provoquei essa situação. Realmente, é interessante o nível de deterioração.

Saiba (os mais leigos) que ``Vinhos Fechados`` é aquele, cujo qual não te muito nariz, isso porque provável que na sua juventude quando passam armazenados antes de atinjir sua maturidade devessem respirar antes de serem degustados novamente.

Breve explicação sobre ``Aroma`` ele é genericamente a discussão envolta do perfume, mas sim o cheiro de um vinho jovem.
Buquê é o aroma do vinho maduro e isso engloba as mutações químicas cujo o envelhecimento esta propício. Mais difícies de descrever, os tintos sao mais pastosos e ganham aromas mais profundos, no brancos, desenvolvem o aroma e sabor de mel.



Diz o meu amigo querido e sommelier da Casa valduga Daniel Místico, com quem aprendo sempre que  ``Cheiro é odor, e aroma é odor nobre`` pois vinho é gastronomia ...


Lembrando que já publiquei sobre o assunto ( Afinal o que vem ser Bouquet? )


A medida que vai se aprendendo logo se habilita  a julgar a maturidade e e a idade do vinho.

Uma dica para registrar os cheiros, para quem ja consegue por prazer detectar o café moído, o morango é cortar u pedado de pimentão por exemplo e registrar, e com isso vale para as flores e frutos, mas tambem registre outros cheiros como a fumaça de carvão, o couro velho, a grama cortada, dos eucaliptos e dias frios nos bosques.

Treine!

E´divertido, tem emoção nisso.

Aromas de Frutas & Flores, naturais e vegetação provem da VARIEDADE DA UVA USADA. Portanto se achar que o vinho degustado é frutado, tente imaginar de quais frutas seriam esses aromas, tropicais, cozidas, citricas, vermelhas ?

Quanto as flores, fica mais dificil detectar qual flor, mas por exemplo é comum o cheiro de rosas na uva gewurztraminer.

Resultado do barris de carvalho, nos teremos o cheiros de madeira, cravo, canela, isso ressurge ou não de acordo com o tempo que esse vinho ficou estagiando nos barris.

Refrescante e limpo, não descansou em barris de madeiras e  sim em tanques de inox, isso porque os vinhateiros tem  a intenção de preservar o frescor ...
Mas para determinar a acidez do aroma fresco só sentido com a boca.


Por fim, como descrever?

Os comentários mais gerais que podem ajudar nessa descrição, são :


``Falta frutado``, não tem frutas. Subtende-se que ou é muito jovem ou velho, que perdeu o aroma.
``Pungente``, é forte e ardido como o Sauvignon blanc.
``Aromático`` quando um vinho esta marcado; tipicamente aflorado.
``Potente`` já diz, cheiro forte.



     Essa roda foi desenvolvida pela Ann Noble, desenvolvida para habilidades e vocabulário do degustador, embora isso seja pessoal conforme o tempo de litragem, mas me ajudou há alguns anos e pode ajudar a quem começa por hora.






           Dra. Ann C. Noble, do Departamento de Enologia da Universidade de Davis, na Califórnia.









Touché!