Translate

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Trémoine de rasigueres 2009 - Chegada a Paulicéia!







       Volta a São Paulo, chovia,  como é normal da cidade, o sol resolve aparecer repetinamente e o reflexo das marcas dos pneus dos carros sobre o asfalto e a retomada da caminhada dos pedestres em direção ao centro da cidade compuseram esta atmosfera tipicamente paulistana!

Chegando a cidade, pede um vinho.

       Chegando as cidades sempre pedem um vinho. Fontes de inesgotáveis surpresas!
... E caminhando pelas ruas dessa cidade é que sempre redescubro o prazer, o olhar orgasmático Por Fernando Pessoa ao escrever a ``Passagem das Horas`` ( ...``Rua sem poder encontrar uma sensação de  cada vez... Bebedeira da rua e de sentir ver`` ...  ).

      Inspirada por natureza já sou, imagine indo e vindo nessa cidade infinita, que retomada natural de fôlego! Numa cidade que se destrói e reconstrói a cada geração, o perfil dos prédios próximo das lentes, antes do sol nascer, pois essa é uma das minhas manias. Madrugar, ir direto para o centro da cidade, convencer o porteiro de um prédio de que vale a pena me deixar subir até a laje e de lá do alto ficar observando essa cidade acordar!

Não tem como resistir, e depois disso se aconchegar numa dessas silhuetas elegantes  misturando-se ao povo,  e tomar uma taça de vinho. Essa é a pedida, é a atitude que melhor casamento dá!

Partiu pro vinho!






           Da região Languedoc Roussillon, esse Syrah (60%), Grenache ( ​​25%) , Carignan (15%) é bastante frutado, paladar rico, estruturado, e no nariz tão intenso quanto a cor, presente uma infinidade de aromas de morango, cereja e framboesa.
Esse vinho vem da região das aldeias ( Planèzes, Rasiguères, Lansac e Cassagnes, localizados no vale do Agly,) a noroeste de Perpignan/FR, que expressa  toda a paisagem mineral daqueles pagos.

Uma uva como  Carignan  que é  da  região de Côtes du Roussillon Villages esta muito bem adaptada e por isso entende da  alma dos vinhos  que saem de lá. Geralmente oferece vinhos potentes, e traz notas de alcaçuz . O vinhedo dos produtores, vem evoluindo por lá a Syrah vem substituindo o Macabeo e Grenache Gris.

Apreciar um vinho dessa região que a mesma possui especial singularidade  pede outro post para falar dela !



E para finalizar chegando com os dois pés na Paulicéia, nada melhor que os teatros e cinema que ela tão bem oferece, e sigo a dica da amiga Barbara Argenta que  costuma indicar e não errar!

Coluna da Barbara Argenta, Aqui



Viva o Vinho!