Translate

sexta-feira, 1 de março de 2013

Champenoise e Cervejas - Let`s Beer!







         Do método `` champenoise`` também é feita a fabricação de três cervejas que eu ``conheci`` na Let`s Beer.
Além dessas duas Malheur; Bière brut e dark brut, tem a famosa DEUS, já vista e comentada por aqui  no mundo do vinho. Uma cerveja belga feita no método champenoise e que começa a ser produzida na Bélgica,  pra depois ser fermentada em Reims, na França, terra dos champagnes.

O que dá a ela um sabor um pouco adocicado e uma efervescência muito parecida com a do espumante. O gosto da Deus é bem suave, apesar de seu teor alcoólico ser de respeitáveis 11,5%, mais alto do que a maioria das cervejas que conheço.
E só o fato de beber uma cerveja tão exclusiva já dá todo um gostinho a mais à degustação.





O mundo da cerveja pela Leet`s Beer ...



        Leet`s Beer é uma recente cervejaria do bairro Vila Mariana que já me convidou a entrar pela super vitrine. Uma luz interna atravessa entre as garrafas suspensas  e só isso do outro lado da rua onde eu estava já me convidou a conhecer.










         Mais de 200 rótulos, e um espaço pequeno e por isso intimista, mas que exala na decoração e criatividade do mundo cervejeiro.

        No local há mesas para quem quer comprar e ali seguir degustando, assim aproveitando até mesmo a parceria do sommelier  para se aprofundar mais. E uma das coisas que achei mais legal que encontrei foi uma vitrola e uns discos de vinis com um  som de muito bom gosto para escolha pessoal do sujeito que estiver na prioridade... Um lado tem 5,6 faixas, o que nao leva muito tempo assim dá  oportunidade ao próximo! Detalhe super bacana e que eu curti muito.









         Tarefa árdua hein? Curti um som de vinil, degustando e trocando conhecimento sobre este mundo de paladares!
Ah e claro ás vezes sim rola um som ao vivo! Creio que o meio mais rápido de saber da programação seja pela página: http://www.facebook.com/letsbeer .






       Bem, na folha de degustação temos: aparência, aroma, sabor e corpo, amargor, aftertaste e a impressão geral, vejamos o que diz:



A Aparência.
Diz sobre a cor, a turbidez, a existência de corpos em suspensão, corpos decantados, formação da espuma e sua persistência.

O Aroma.
No caso da trigo, tente decifrar aromas como banana e cravo, fermento, pão, biscoito, floral, hernáceos, semente de coentro, especiarias, cirtico, frutas brancas como maça e melão, chocolate, caramelo, café,  adocicados, etc...

No sabor e corpo.
Assim quando colocadoa na boca, o corpo é subjetivo, mas geralmente caracterixado ploe PESO com que a cerveja cai na língua, isso só fica mais claro quando se degusta uma grande variedade de cervejas e aí é possível diferenciar entre ALTO, MEDIO E BAIXO. No sabor, boa parte dos aromas sera identificado e cpisas como alcool e o amargor começama ser percebidos. E´ neste momento o lúpulo tambem é ressaltado e o malte tambem aparece em alguns estilos,. Aqui também deve ficar registrados a carbonatação da cerveja que também pode ser alta, media ou baixa, dependendo do estilo da cerveja.

Amargor!?  Não é um problema! Depende muito do seu estilo. Deve ser claro, se ele é intenso, e incomoda, classifviando como alto, medio ou baixo. Neste momento é possivel notar oque ser apreenchido no aftertaste pois alguns ja foram tomados e a sendaçao pós gole já pode ser descrita.

As vezes o amargor é relacionado ao malte tostado, característico das stouts e schwaertzbier.

Aftertaste.
O que o gole final deixa em voce? Refrescância? Persistência de amargor? Adocicado intenso? Calor por conta do alcool? REGISTRE tudo o que sente após terminar cada gole.

Impressão geral.
Na verdade nesse item comenta-se qual estilo propõe a cerveja.
Registros como as sensações mais relevantes da cerveja, ou o que mais marcou sem dúvida que isso exigirá conhecer mais sobre os diferentes estilos.





Endereço:
Rua Joaquim Tavora, 961, Vila Mariana
04015 Sao Paulo

11 2589- 9695










                       Termino aqui a minha incursão pelo mundo curioso da cerveja com a  lançada ``Labareda`` pelo Wander Wildner, cantor do rock gaúcho e que tem tudo haver!


Fica  a veia artística da reconhecível voz do nosso cantor brega Wander Wildner !






Para quem não conhece essa figura!