Translate

sábado, 25 de maio de 2013

Enoteca de todos os SANTOS! Degustação de Savio Soares de vinhos naturais - Saint Vin Saint Enoteca -





    Os Ares que habitam o salão é sempre culpa de `alguém`, no caso é  culpa da cozinha!
Porque a comida é fabulosa e fim de papo.

O grande lance da comida, é  que é uma das coisas mais sensorias que existe: trabalha com o tato, com o olfato, com o visual...  com todos os 5 sentidos! 

Já disse Charlotte Cotton, uma fotógrafa da arte contemporânea:

     “ Do uso conceptual de instantâneos banais e sem arte ou edição, até às construções cuidadosas de Jeff Wall, este poderá ser o reflexo abrangente da maneira como os artistas actuais se ligam com a fotografia para fazer arte”.




Eu pensei em Charlotte, como penso em muitos outros quando fotografo espaços, e nesse caso, um local como a Enoteca leva -me a peceber um atelier a céu aberto, que evoca a artista plástica dentro da cozinheira, e quem é cozinheiro e artista, sabe-se que trabalha com o mesmo lado do cérebro: A criaçao, o conceito.

O paladar de um fotógrafo (a)  fica muito mais apurado e bem excitado, tanto que por muitas vezes é difícil descrever se não por imagens.


Minha obrigação depois do trabalho foi dizer : `Sim, vou lá`  e mesmo numa noite tipicamente paulistana, de garoa que a gente morre de preguiça só de pensar  em  trânsito parado, e de se molhar demasiado então?!  Mas nada tira o prazer `do depois` que   ``abrigada`` dessas intempéries climáticas, se tira ``proveito`` ate do som da chuva, e do cheiro!



    A Enoteca teve o prazer de receber o Savio, e eu de conhece-lo, através dos olhos e do palato! Um prazer imenso, pois é um aficionado do puro vinho, fora que seu estilo é autêntico e é  um daqueles conhecedores que nos transportam...

     Savio mora na Alemanha e trabalha com estes vinhos importando para cá ( Galeria do Vinho/ Santos/SP) e para os Estados Unidos.



    Uma taça como aperitivo para começar o passeio com esse frutado Riesling alemão Weingut Heribert Boch!Picante e elegante...aromático e mineralidade muito expressiva.















     Abrimos os trabalhos sob o encanto de todos os santos na Saint vin Saint............. 
Com o Mosel St. Riesling um super riesling 2011, com as empanadas Ostras com aioli

Em taça, o alemão Mosel 100% riesling:










   

     Uma doçurinha, até porque eu AMO riesling! Muito agradável, pouco corpo e ninguém melhor que uma das amigas que estavam à mesa: a sommelière Jô Barros (que o que tem em comum comigo é a paixão por Almodovar, rio... eu descobri isso Jô, agora confio muito mais no seu gosto!), uma super  querida que sabe dar dicas assim  como ninguém falou sobre alguns deles...  muitas harmonizações possíveis com este vinho!




Edit Piaf!




Edit Piaf, já um Merlot Biô como o próprio nome traduz, frânces, original da AOC Vin de Pays des Côtes Catalanes, região Roussillon.

Tem uma COR! Mas uma cor ``fruto`` da maceração carbônica, processo do qual ele foi produzido, aromático, tânico, suave e fresco para meu paladar!

Acompanhado depois pelo delicioso Creme de abóbora com queijo de cabra & sálvia .

Parece ser simples assim, mas não é não! Essa entrada mexeu com a minha cabeça...a sálvia despertou não só a minha atenção e interesse, como brincou: é crocante e saborosa, em meio ao estado pastoso, te digo que foi uma sensação do tipo ``quero sempre provar``. Edit Piaf mereceu isso.




Mas da í, as conclusões não param...

Tem o velho e bom Pinot Noir!







        O vinho produzido por alemães em parte em terras francesas, é a própria unificação européia.

SCHEU -
Essa vinícola  sustentável, utiliza-se de fertilizantes orgânicos e cobertura verde dos vinhedos e está localizada no extremo sul do Palatinado, que faz fronteira com o norte da Alsacia, na França.

E´ Pinot!defumado, com aromas marcantes, como da cereja, e final looooooongo!






Mais um tempo de meditação, nada como uma invasão a cozinha para felicidade da fotografia...

Lis ``mão na massa`` com a equipe...




para acompanhar Burgenland Rot, do mesmo nome de sua região, um vinho bastante mineral, com mesclas das uvas austriacas Blaufränkisch e Zweigelt, e a francesa Saint Laurent. Toques de Pinot e Merlot.

As Uvas -

Só explicando que Blaufränkisch, origina vinhos fortes, vermelho rubi até escuro beirando o violeta. Seu buquê é aromático, especialmente em frutas vermelhas e cerejas. Com o caráter forte, o Blaufränkisch combina com carnes de caça.
A maior produtora de Blaufränkisch é a Áustria, onde o plantio tem lugar desde o século X e hoje ocupa 5% da área total dos vinhedos. Ao lado do Zweigelt, o Blaufränkisch está entre os mais interessantes e melhores vinhos tintos. Também está presente nos Estados Unidos, no entanto, essa uva é lá denominada Lemberger.
 A uva Gamay, da região do Beaujolais, parece ser da mesma família do Blaufränkisch, pois ambos advém provavelmente de uma mesma casta. Na  Bulgária, é conhecido por Gamé.


A Saint  Laurent, francesa e é muito utlizada na Áustria, como também na Alemanha (Pfalz). Os vinhos são suaves e aromáticos, e diz-se que ela surgiu após uma análise genética,  que a Saint Laurent resultou de um cruzamento natural de uma espécie de Burgunder com uma desconhecida.


Seguindo...

 Primeiro prato - Arroz Caldoso com Ragú de Outono.

    Pratos que usam arroz me deixam esperta! Falo isso porque me prendeu atenção o arroz caldoso...
    No mundo inteiro tem arroz, basicamente ele cresce em qualquer região, e é usado para erradicar a fome no mundo!
    Mas os restaurantes que o usam criando conceitos e pratos, me deixam ligada, inclusive depois de conhecer mais sobre o assunto através do oryza, que trabalha com arroz, e a Lis vai inserir este prato no menu de inverno, um arroz com ragu, que é feito com marreco, miudos, dois tipos de linguiças e costela (não sei se estou esquecendo de algo), um prato ainda não no cardápio !   Ficou curioso (a)?rs.








         Segundo Prato, quase um `tangos e tragédias` (Quer dizer: Bom demais)!

               Carré de cordeiro com `couscous` de hortelã e cebola C-A-R-A-M-E-L-I-Z-A-D-A.

(Foto ``bastidores da cozinha``)











Com o Gaitu (Galeria dos Vinhos/ Santos) 100% BARBERA!
Do Piemonte ( AOC Colli Tortonese) Muito denso, aromático de acordo com o barbera do Piemonte, suavemente ácido.






     Mas não acaba aqui como também não acabou depois que eu fui embora (e fui as 1:30 am, hein!), sobremesa com direito a  mais ``mala do Savio`` - taí um evento que fica para o próximo mês na Enoteca Saint Vin Saint...

    Algumas fotos correspondem o que eu estou dizendo, ver os sorrisos ao final, ouvir os papos, e tudo isso com aquela chuvinha lá fora? Não tem cotação! 




NOTA: Mala do Savio se diz respeito a enoSURPRESAS. Ele é um cara super, não mala.rs






                                                                 `` Inesquecível`` ... 











             `Toda atenção` - Jô Barros  
                               
                                           ``Tratamento ruim da L.Cereja: Bottarga``
























Ah! Muitas fotografias...


No Prato e na Taça 
- Fotos 



Enoteca Saint Vin Saint -  Programação

http://www.saintvinsaint.com.br



Galeria do Vinho  - Onde encontra esses e outros vinhos

http://www.galeria-do-vinho-importadora.saviosoaresselections.com





Viva o Vinho!