Translate

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Tal qual Lanzarote e seus contrastes.










 No Lanzarote, nas Ilhas Canárias, a videira é cultivada em buracos para se beneficiar do calor do sol e proteger contra a desidratação.



Tudo que se `ouve` falar dessa ilha se resume praticamente em vulcanologia, e pensar que no século 18 sofreu erupções vulcânicas contínuas por 6 anos. Erupções que alteraram sua forma e ¼ de todo seu território nem se pensou que em seu ``terreno quase plano``, impressionantemente é cultivado vinhas. Com o vento inclemente e incessante, para proteger contra ele, cavam-se diversos poços para as cinzas vulcânicas  e, em seguida, para criar habilmente um pequeno muro de pedras semi-circular em torno. La Geria é a maior área vitícola em Lanzarote, e logo a Bodegas Stratvs.
Em terra tão seca que dá vantagem às temperaturas contrastantes garantindo ano pós ano a produção das melhores uvas.
Não se esqueça de provar um malvasia seco levando a imensidão da natureza de Timanfaya que fica ao lado...

Lanzarote ainda tem outro ás na manga: Arte. Os habitantes mantem suas casas brancas o que contrastas muito com a ``cor`` da região.
Sem dúvida a ilha mais impactante do Arquipélago Canário.

Isso que é conceito de erupção vulcânica, hein!




Touché!

















Volta ao Mundo com Nádia Jung, é um Drops*.
Recentemente visitei minha irmã no Canada, e seguimos a forá coadjuvantes, algumas linhas do mapa, onde a estrada é o personagem principal.