Translate

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

PERFIS E OS DESAFIOS DA BOURGOGNE

``O coração de Khiem Le batia forte pelos Bordeaux até que, em uma noite de 1998, ele sentou-se no Carré des Feuillants, de Alain Dutournier, reputado pela sua extensa carta de vinhos com nomes de todas as regiões do Hexágono. Resolveu pedir o mítico Vosne-Romanée Cros Parantoux vinificado pela lenda Henri Jayer na safra 1987 por então 80 euros, uma fração do que custa hoje um dos mais caros rótulos do mundo do vinho. Toda vez que o sommelier servia um pouco na taça, uma dúvida martelava em sua cabeça: 1987 era uma safra menor na Bourgogne, como era possível o vinho ter tudo aquilo que ele sentia? Ao fim da refeição e da garrafa, a magia tinha tomado conta e ele tinha trocado Bordeaux pela Bourgogne.``








Continua em:


http://pisandoemuvas.com/2018/01/09/perfis-e-os-desafios-da-bourgogne/