Translate

terça-feira, 27 de março de 2018

ROBERTA SUDBRACK, pisando em uvas...

Para Proust, a memória mais olfativa, gustativa e sensorial foram as madeleines que comeu quando estava com sua avó, o que lhe fez narrar a sua busca do tempo vivido. 

Qual sua memória que a faz recordar da sua vida até hoje? 

 Café coado com biscoito cream cracker às cinco da tarde, na cozinha, com a Vó Iracema. Ainda posso ouvi-la todos os dias perto dessa hora, dizendo: Tem um cafezinho aí?






@pisandoemuvas twiter/instagram




continua em: